WebQuest

 

As WebQuests, conceito criado por Bernard Dodge e Tom March no âmbito das actividades propostas na disciplina EDTEC 596, "Interdisciplinary Teaching with Technology", constituem actividades orientadas para a pesquisa em que toda ou quase toda a informação se encontra na Web.

 

Uma WebQuest é constituída por cinco componentes

A duração de cada projecto depende do nível de complexidade.

Antes da WebQuest ser disponibilizada deve ser avaliada.

 

Sugestões de Dodge:

a) Dodge  (1995) recomenda que se comece por realizar uma WebQuest simples e depois se avance para mais complexas;

b) o autor também sugere que se inicie por uma WebQuest com carácter disciplinar e de curta duração para se evoluir para as de longa duração e com actividades de carácter interdisciplinar.

c) sugere ainda que o professor comece por se familiarizar com a informação disponível online na sua área de interesses, seguindo-se a organização das fontes encontradas.

d) Posteriormente, Dodge (2001) através do acrónimo FOCUS apresenta cinco conselhos para quem desenvolve WebQuests:

 (1) Find great sites - procure sites interessantes e relevantes para a temática a abordar; 

(2) Orchestrate your learners and resources -organize os recursos encontrados e as etapas a serem desenvolvidas em grupo; 

(3) Challenge your learners to think - desafie os alunos a pensar; 

(4) Use the medium - utilize convenientemente a Web de tal modo que uma WebQuest bem concebida não poderia ser facilmente realizada em papel. Por exemplo:

- tirar partido da possibilidade de contactar peritos, geralmente através do correio electrónico;

- disponibilizar um fórum para os alunos colocarem as suas opiniões; 

- apresentar um pequeno vídeo, música ou som ambiente para contextualizar a temática, tendo o cuidado de não terem um efeito de distracção. 

(5) Scaffold high expectations - sugira tarefas que não estejam nas expectativas dos alunos, isto é que sejam arrojadas, mas devendo também ter apoio em como as realizar tal como grelhas de análise ou modelos pré-definidos, entre outros, até os alunos se sentirem autónomos e conseguirem analisar a informação por si ou conceber o produto final sem qualquer apoio.

 Topo

© Ana Amélia Amorim Carvalho

aac@ie.uminho.pt

http://webs.ie.uminho.pt/aac/webquest